Qual a Melhor Soundbar do Mercado?

Veja logo a seguir a tabela comparativa (com nossas indicações de melhores soundbars por qualidade e por custo-benefício), ou então leia abaixo da tabela como a análise foi feita e os critérios utilizados na avaliação.

  • Nota final
  • Menor preço
  • Notas por seção
  • Conectividade
  • HDMI entrada
  • HDMI saída (ARC)
  • Versão HDMI
  • Versão HDCP
  • Saída analógica (AUX)
  • Saída digital óptica
  • Antena FM
  • NFC
  • Bluetooth
  • Wi-Fi
  • Ethernet
  • Funcionalidades
  • Aplicativo smartphone como controle remoto
  • HDMI-CEC
  • Controle separado de volume para subwoofer
  • Toca músicas a partir de drive USB
  • Chromecast embutido
  • Subwoofer conectado sem fio
  • Interface de exibição de informações (display)
  • Qualidade de Som
  • Sons graves
  • Simulação de som surround
  • Qualidade geral de som
  • Formatos de som surround suportados
  • Dolby Digital
  • DTS Digital Surround
  • DTS Virtual:X
  • Equalizadores pré-programados
  • Voz mais clara (programa de TV)
  • Extensão de graves
  • Música
  • Filmes
  • Esportes
  • Game
  • Adaptativo ao tipo de conteúdo (automático)
  • Características Técnicas
  • Configuração de alto-falantes
  • Potência soundbar
  • Potência subwoofer
  • Potência total
  • Diâmetro transdutor do subwoofer
  • Garantia do produto

 


 

Guia para escolha da melhor soundbar

Os alto-falantes embutidos nos mais modernos televisores não são capazes de reprodução de som em qualidade nem mesmo próxima a um bom sistema de som independente de soundbar com subwoofer.

Assim, uma boa soundbar é um excelente upgrade da experiência ao se assistir um filme ou série pela TV na sala, bem como também pode ser utilizado para escutar músicas com melhor nível de definição.

Porém, ao analisar a compra de uma soundbar, diversas características devem ser analisadas, além (obviamente) da qualidade de som e potência sonora.

Ao longo deste artigo, iremos explicar os principais aspectos que devem ser observados neste tipo de produto, bem como explicar como estudamos os aspectos mais subjetivos. Ao final, apresentamos as melhores soundbars escolhidas de acordo com os critérios aqui esclarecidos e categorizados.

de volta ao índice ↑

Conectividade

Uma soundbar pode ser conectar à TV de diferentes formas, tanto através de cabos quanto sem fio (wireless). As principais formas de conexão estão explicadas nesta seção.

Embora muitos usuários prefiram a conexão sem fio por ser mais prática e tornar a instalação mais “limpa”, a conexão por cabo é mais segura (menos suscetível a interferências de sinal) e capaz de transferir dados a taxas maiores.

de volta ao índice ↑

Bluetooth

A conexão através de bluetooth é praticamente “padrão” para a grande maioria das soundbars encontradas no mercado. Ela traz a vantagem de ser bastante flexível, pois também pode ser utilizada para tocar músicas a partir de dispositivos móveis (smartphones e tablets).

Porém, também é necessário dizer que a conexão por bluetooth é a que mais limita a taxa de transferência de áudio da soundbar. Ou seja, para quem prefere garantir a melhor qualidade de áudio possível, existem opções melhores que o bluetooth.

de volta ao índice ↑

Wi-Fi (rede de internet)

A conectividade por Wi-Fi não é tão comum nos modelos atuais, mas traz algumas vantagens frente ao bluetooth.

Ela não só garante taxas de transferências maiores (garante melhor qualidade de áudio), como também promove uma conexão mais robusta (menos suscetível a interferências e/ou interrupções) quando comparada ao bluetooth.

Por fim, a conexão via Wi-Fi possui maior alcance que o bluetooth.

Ou seja, para quem não abre mão da conexão sem fio à uma soundbar, a opção por Wi-Fi traz maior valor ao produto.

de volta ao índice ↑

Conexão via cabo (saída analógica AUX, digital óptica e HDMI)

Quanto às opções por conexão através de cabos, as soundbars costumam oferecer: analógica (cabo AUX conector 3.5 mm), digital óptica e HDMI.

Aqui, não existe muito a ser dito: a forma de conexão por cabo que garante melhor qualidade de som é através do HDMI. Esta é também a interface que suporta os principais decodificadores de som surround.

Uma vantagem adicional de se utilizar o HDMI é a possibilidade de comandar as principais funções da soundbar através do controle remoto da TV. Isso é possível quando tanto a soundbar quanto a TV possuem a funcionalidade HDMI-CEC habilitada. Nesses casos, é possível, por exemplo, comandar o liga/desliga da soundbar juntamente com a TV ou comandar volume +/- a partir da TV.

Versão do HDMI e HDCP

Ainda sobre a interface HDMI (que acaba por ser o tipo de conexão mais comumente utilizada pelos usuários), é importante perceber que existe não só uma saída HDMI, como uma interface de entrada HDMI na soundbar.

Isso possibilita conectar algum outro dispositivo externo (console de vídeo-game, decodificador de TV por assinatura) na entrada HDMI da soundbar, “repassando” o sinal de vídeo e áudio pela mesma saída HDMI da soundbar, o chamado modo pass-through.

Melhor Soundbar do Mercado - Exemplo de instalação com HDMI Pass-through

Exemplo de instalação com HDMI Pass-through pela soundbar

A questão é que, ao utilizar o modo pass-through (conexão HDMI da TV recebendo áudio e vídeo na mesma interface), a versão da interface HDMI e do HDCP (High-bandwidth Digital Content Protection) disponível passam a ser de extrema relevância. Isso porque, dependendo da versão, ela pode não suportar a resolução do sinal de vídeo passando por ela, realizando assim o chamado downscaling, ou impossibilitando a exibição de vídeo por completo.

Confira abaixo uma visão geral das diferentes versões de HDMI / HDCP e resoluções de vídeo suportadas.

Taxa de transferência de dadosResolução de vídeo máxima
suportada
Versão máxima HDCP suportada
HDMI 1.410.2 Gbits/s[email protected] Hz1.4
HDMI 2.018.0 Gbits/s[email protected] Hz2.2

 

Ou seja, considerando aqueles usuários que pretendem realizar pass-through de sinal de vídeo pela soundbar, é extremamente importante que a interface HDMI seja do tipo 2.0 e o HDCP seja 2.2.

de volta ao índice ↑

Funcionalidades

Embora a função principal de uma soundbar seja bastante óbvia, algumas facilidades extras agregam valor ao produto.

Nesta categoria de produto, os modelos disponíveis não diferem muito naquilo que podem oferecer. Porém, 2 dessas funcionalidades não se encontram em todos os modelos de soundbars, e por isso merecem menção específica aqui.

de volta ao índice ↑

Tocar músicas a partir de drive USB

Boa parte dos usuários pode não se importar com a ausência dessa funcionalidade. O fato é que tocar músicas a partir de um drive USB diretamente conectado à soundbar é uma funcionalidade extra que pode ser interessante para algumas pessoas.

de volta ao índice ↑

Chromecast embutido

Outra funcionalidade adicional (essa mais rara) é a funcionalidade de possuir “Chromecast embutido” na soundbar.

Essa característica proporciona tocar músicas diretamente a partir de dispositivos Android, utilizando a rede de internet (Wi-Fi) ao invés do bluetooth.

de volta ao índice ↑

Qualidade de som

A qualidade de som é, sem dúvida, o ponto mais importante na escolha e determinação da melhor soundbar disponível no mercado.

O problema principal aqui é que, baseando-se somente nas especificações técnicas, nada pode ser determinado em relação à qualidade do som produzido.

Nas resenhas individuais de cada modelo (link na tabela acima deste artigo), nós colocamos nossas impressões sobre a qualidade de som produzido por cada um dos modelos. Essa opinião é baseada em testes específicos, a partir da reprodução de trechos específicos de certas músicas e também de certos filmes abrangendo, assim, um bom conjunto de misturas de frequências audíveis.

Dentro da análise de qualidade de som, é importante frisar 2 pontos específicos, mencionados a seguir.

de volta ao índice ↑

Qualidade dos sons graves

A principal vantagem ao se adquirir uma soundbar é justamente desfrutar de uma melhora significativa da qualidade de som em relação ao sistema de som embutido na TV, e boa parte dessa percepção de melhora se deve aos sons graves (baixas frequências).

Isso porque, para gerar sons de baixa frequência, é necessário uma grande área de superfície do driver de som (quanto maior a área, maior a quantidade de ar movimentada e, consequentemente, mais perceptível o som).

Os sons graves só podem, portanto, ser gerados através de um subwoofer dedicado (a soundbar possui altura de poucos centímetros), sendo esta a razão por só analisarmos modelos (na tabela comparativa acima deste artigo) que possuem subwoofer externo no pacote. Nós desaconselhamos a compra de soundbars sem subwoofer externo, pois nesse caso não há possibilidade de grande melhora na percepção de qualidade do som.

Embora (teoricamente) a qualidade dos sons graves possa parecer uma relação direta com seu tamanho, aqui também realizamos uma análise crítica considerando uma série de músicas e sons de filmes para determinar nosso veredito sobre nível de definição dos sons graves gerados pelo subwoofer, em separado da nossa análise de “qualidade geral”.

de volta ao índice ↑

Simulação de som surround

Todas as soundbars possuem um botão “surround” no controle remoto, através do qual é possível habilitar a funcionalidade de “emular” a existência de caixas sonoras traseiras (que são presentes somente em sistema Home Theater completos, na configuração 5.1 ao invés de 2.1).

Embora exista alguma perda de definição ao habilitar o som surround, a experiência sonora é modficada substancialmente. Porém, nem todos os modelos de soundbars conseguem bons resultados, e justamente por isso também adicionamos uma pequena observação sobre essa performance em nossas análises.

de volta ao índice ↑

Suporte a formatos de som surround

O som surround é fornecido em diferentes formatos. Dependendo do serviço ou dispositivo sendo utilizado, um ou mais formatos podem ser disponibilizados.

Ou seja, a soundbar deve ser capaz de ler os principais formatos de som surround, de forma a dar maior flexibilidade ao usuário.

Os principais formatos de som surround são o Dolby Digital e o DTS Digital Surround. É difícil dizer qual destes formatos é “melhor” em termos de qualidade, mas o DTS Digital Surround possui compressão menor de dados e, assim, possui teoricamente maior nível de definição. Porém, na prática, dificilmente alguém poderia perceber a diferença através do som gerado.

De qualquer forma, o ideal é que a soundbar suporte os dois formatos, para dar maior flexibilidade ao usuário.

de volta ao índice ↑

DTS Virtual:X

Um formato “extra” de som surround é o DTS Virtual:X. Quando disponibilizado, ele promove experiência superior, pois não só emula as caixas sonoras traseiras, como também emula o som em diferentes alturas.

Ou seja, ele promove uma experiência de som 3D completa, a partir somente da soundbar e subwoofer (configuração 2.1).

No vídeo abaixo é possível ver como funciona esta emulação. Isso torna a presença de suporte a este formato de som surround um pequeno diferencial (quando disponibilizado pela soundbar).

de volta ao índice ↑

Equalizadores de som pré-programados

Todas as soundbars analisadas possuem uma série de equalizadores pré-programados. Os equalizadores nada mais fazem do que ajustar os ganhos (para baixo ou para cima) de determinadas faixas de frequências, assim realçando/modificando o som reproduzido.

Os equalizadores não podem alterar a qualidade do som, então possuem peso relativamente baixo em nossa análise. Cada resenha mostra a lista dos equalizadores oferecidos, mais a título de informação.

de volta ao índice ↑

Características técnicas e potência sonora

Embora (teoricamente) a potência RMS da soundbar e do subwoofer pudessem determinar a potência sonora gerada por cada modelo analisado, na prática não é bem isso que acontece.

Outros fatores acabam contribuindo na percepção de potência sonora, não só pela qualidade dos drivers de áudio presentes no sistema, como também o nível de distorção sonora gerada conforme se aumenta o volume.

O mesmo pode ser dito com relação ao tamanho do driver do subwoofer: conforme já mencionado na parte de qualidade dos sons graves, o tamanho do subwoofer de fato é importante, mas somente com o dispositivo em funcionamento é possível ter uma ideia mais clara das suas reais capacidades.

Assim, embora os valores de potência RMS e tamanho do subwoofer estejam presentes na tabela comparativa de soundbars, a nota fornecida para esta seção é uma percepção da potência sonora em relação aos concorrentes, também considerando o nível de distorção percebida durante os testes.

de volta ao índice ↑

Definição das notas para definição da melhor soundbar

Para determinação das notas finais de cada modelo e assim poder determinar a melhor soundbar do mercado, definimos uma série de seções, atribuindo a cada uma delas um “peso” diferenciado de acordo com a sua importância, conforme mostrado abaixo:

  • Conectividade: peso 1.5
  • Funcionalidades: peso 1
  • Design: peso 0,25
  • Qualidade de som: peso 3
  • Equalizadores pré-programados: peso 0,75
  • Formatos de som surround suportados: peso 1,5
  • Características técnicas (potência sonora): peso 2

As características observadas para determinação de cada nota podem ser melhor observadas na tabela comparativa acima deste artigo.

A nota final do modelo nada mais é do que a média da soma das notas de 1 a 10 para cada uma das seções, multiplicadas por seus respectivos pesos, sendo os resultados finais explicados logo abaixo.

de volta ao índice ↑

Veredito final sobre as melhores soundbars do mercado

São duas as opções de compras sugeridas, sendo uma para quem prefere um balanceamento entre preço e valor (melhor relação custo-benefício) e outra sem considerar o custo dos produtos comparados.

de volta ao índice ↑

Melhor soundbar com subwoofer por custo-benefício: Yamaha YAS-207

A Yamaha YAS-207 possui a melhor qualidade de som entre os modelos analisados, além de possuir potência sonora muito boa, por um preço relativamente acessível. Além disso, é um dos poucos modelos que já oferece suporte ao formato de som sorround DTS Virtual:X (experiência de som 3D). Tudo isso por um preço relativamente baixo, considerando seus resultados sendo, portanto, a melhor soundbar pelo custo-benefício.

Melhor Soundbar do Mercado pelo custo-benefício: Yamaha YAS-207

A Yamaha YAS-207 alia ótima qualidade de som e potência razoável, por preço não muito superior dos modelos mais baratos em análise

de volta ao índice ↑

Melhor soundbar com subwoofer por nota geral: JBL Bar 3.1

A JBL Bar 3.1 apresenta custo elevado, mas sua combinação de boa qualidade de som com graves extremamente potentes chama muito a atenção. Seu subwoofer faz jus ao seu tamanho, resultando em uma experiência sem igual para quem gosta de sons graves “vibrando tudo ao redor”. É, sem dúvida nenhuma, a melhor soundbar testada no comparativo.

Melhor Soundbar do Mercado: JBL Bar 3.1

A JBL Bar 3.1 possui graves extremamente potentes e de ótima definição, sendo este um dos principais diferenciais do produto

Restou alguma dúvida? Possui alguma pergunta específica sobre os modelos? Responda nos comentários!

1 Comentário
  1. Parabéns pelo trabalho, sem dúvida foi o melhor artigo sobre soundbar que encontrei. O mais completo. Era isso que eu queria encontrar.

    Escreva seu comentário aqui

    Comparar produtos
    • Aspiradores de Po (0)
    • Geladeiras Duplex (0)
    • Vassouras Elétricas (0)
    • Máquinas Lava e Seca (0)
    • Geladeiras Side By Side (0)
    • Purificadores de Água (0)
    • Geladeiras Inverse (0)
    • Robôs Aspiradores de Pó (0)
    • Lava Louças de Piso (0)
    • Máquinas de Lavar (0)
    • Televisores (0)
    • Fogões a Gás (0)
    • Caixas de Som Bluetooth (0)
    • Soundbars (0)
    Gerar comparativo
    0