LG OLED A1 – Resenha

Adicionar este modelo à sua comparação detalhada
9
Nota da redaçãoLer análise
Produto classificado na posição n° 8 na categoria TV
Qualidade de imagem (principal)10
Luminosidade e cores8.1
Qualidade de imagem (complementar)9.7
Performance em modo HDR7.6
Movimentos em cenas8.6
Conectividade e suporte a formatos8.5
Características de TV Smart7.5
Custo-benefício6.2
Me avisar por e-mail se baixar de preço
×
Me notificar por e-mail se o preço baixar
Configurar monitoramento de preço para este produto: LG OLED A1 - R$ 6.889,00
Histórico de preço
×
Histórico de preços para LG OLED A1
Últimas atualizações
  • R$ 6.889,00 - 19/09/2022
  • R$ 5.999,00 - 17/09/2022
  • R$ 6.999,00 - 15/09/2022
  • R$ 8.499,00 - 13/09/2022
  • R$ 6.999,00 - 27/08/2022
  • R$ 8.799,00 - 23/08/2022
  • R$ 6.999,00 - 21/08/2022
  • R$ 8.799,00 - 06/08/2022
Desde: 10/10/2021
  • Preço mais alto: R$ 9.999,00 - 03/12/2021
  • Preço mais baixo: R$ 5.999,00 - 17/09/2022
Histórico de preço
×
Histórico de preços para LG OLED A1
Últimas atualizações
  • R$ 6.889,00 - 19/09/2022
  • R$ 5.999,00 - 17/09/2022
  • R$ 6.999,00 - 15/09/2022
  • R$ 8.499,00 - 13/09/2022
  • R$ 6.999,00 - 27/08/2022
  • R$ 8.799,00 - 23/08/2022
  • R$ 6.999,00 - 21/08/2022
  • R$ 8.799,00 - 06/08/2022
Desde: 10/10/2021
  • Preço mais alto: R$ 9.999,00 - 03/12/2021
  • Preço mais baixo: R$ 5.999,00 - 17/09/2022

Avaliação

A linha 2021 da LG traz, além da OLED A1, mais 2 modelos de mesma tecnologia: o OLED C1 e o OLED G1. Por serem muito parecidos, as resenhas também são bastante similares, sendo feitas observações pontuais relevantes quando pertinente.

Qualidade de Vídeo (aspectos principais)

A tecnologia OLED traz uma série de pontos positivos frente às outras tecnologias, conforme já explicado no artigo que detalha as principais características das Smart TVs.

Contraste da tela é infinito

Como principal vantagem do painel OLED (e, portanto, também presente no LG OLED A1) é o fato do contraste ser infinito (consegue gerar o preto “puro”). Isto acontece porque cada pixel possui sua própria fonte de luz independente das demais, e que pode ser desligada de forma individual.

Essa característica garante uma qualidade de imagem que não pode ser comparada nem aos melhores modelos LED e QLED, além de não necessitar de artefatos para aumentar o contraste (como o local dimming).

O fato de cada pixel conseguir controlar sua luminosidade de forma individual também traz um nível muito maior de definição dos pequenos detalhes das imagens, já que em modelos LED/QLED o painel só consegue controlar a luminosidade por grupos de píxeis, e não por unidade.

Pixel WRGB

Ainda sobre os píxeis, é importante ressaltar que, ao contrário da estrutura “padrão” RGB, a LG OLED A1 utiliza o WRGB. O “W” inclui um componente branco e que, em teoria, serve para oferecer luminosidade “extra” a cada pixel, sem comprometer a definição/precisão de cor pelos componentes R, G e B.

Qualidade de imagem (principais aspectos)

Resolução máxima da tela
4k (3840 x 2160)
Tecnologia
OLED
Tipo de painel LCD
N/A
Estrutura de pixels
WRGB
Backlight (retroiluminação)
N/A
Local dimming
Contraste medido
Infinito : 1
Contraste com local dimming
N/A

Luminosidade e Cores

A luminosidade da tela na LG OLED A1 é, no modo SDR, considerada ruim. O valor máximo medido de luminosidade na tela, neste modo, foi de 332 nits. Este é um valor inferior, como exemplo, ao modelo Q60A da Samsung (que é o modelo de “entrada” da linha QLED).

No modo HDR, a figura não muda de forma significativa. O valor medido é de 480 nits, o que não é suficiente para produzir destaques individuais em partes da imagem quando necessário, prejudicando bastante a exibição de conteúdo neste modo (apesar de todas as vantagens inerentes da tecnologia OLED, conforme comentado na seção anterior).

Um ponto negativo adicional a ser mencionado (e que afeta de forma geral todos os modelos de tecnologia OLED) é a funcionalidade de Automatic Brightness Limiter (ABL), que é usada de forma muito agressiva.

Embora todos os modelos tenham alguma forma de limitar a luminosidade da tela, a LG OLED A1 acaba variando muito dependendo do tipo de imagem sendo exibida, e pode incomodar alguns espectadores. Para evitar este problema, o modelo oferece inclusive uma opção de desabilitar os “picos de luminosidade”, o que acaba reduzindo ainda mais a luminosidade “média” exibida nas cenas; ou seja, prejudica ainda mais o aspecto de luminosidade da tela, que é um dos pontos fracos do modelo.

Excelente gama de cores

Como um ponto positivo adicional importante dos modelos OLED, a LG OLED A1 segue o padrão deste tipo de tecnologia, conseguindo reproduzir uma gama de cores bastante ampla.

De acordo com o teste dedicado, seu preenchimento dos espaços de cores padronizados DCI-P3 e Rec 2020 ficam em 97% e 72%, respectivamente. Estes valores superam inclusive os modelos QLED mais caros, como Samsung QN85A e QN90A.

Luminosidade e Cores

Pico de luminosidade no modo SDR - área de 2%
332 nits
Pico de luminosidade no modo SDR - área de 100%
116 nits
Pico de luminosidade no modo HDR - área de 2%
480 nits
Pico de luminosidade no modo HDR - área de 100%
107 nits
Profundidade de cores
10 bits
Wide Color Gamut
Cobertura espaço de cores DCI-P3 (aproximado)
97 %
Cobertura espaço de cores Rec.2020 (aproximado)
12 %

Qualidade de Vídeo (aspectos complementares)

Boa uniformidade de cinza

A boa qualidade do painel da LG OLED A1 é atestada pelo resultado do teste de uniformidade de cinza. Ele apresenta quantidade muito baixa de imperfeições ao exibir um tom único de cor por todo o painel, que são dificilmente percebidas a olho nu, independentemente do tipo de cena sendo exibida. Isso garante que o usuário não tem como se queixar do efeito de “tela suja” ou “manchada” (dirty screen effect).

Uniformidade de preto é perfeita

Assim como em outros modelos que possuem tecnologia OLED, a uniformidade de preto do painel da OLED A1 é perfeita. Isso porque, para exibir o preto (conforme já explicado na primeira seção), o painel pode simplesmente desligar a fonte de luz de cada um dos pixels, de forma independente e individual. Esta característica garante ótima definição de imagens, sem falhas, mesmo em cenas predominantemente escuras. Esta é, portanto, mais u a das grandes vantagens de modelos OLED frente aos modelos desta mesma geração, porém de tecnologia QLED, como os já citados Samsung QN85A e QN90A.

LG OLED A1 - vista em perfil

A LG OLED A1 vista em perfil

LG OLED A1 - borda

Bordas da LG OLED A1

Visão em ângulo é muito boa

Da mesma forma como outros modelos de tecnologia OLED, a LG OLED A1 exibe uma imagem praticamente sem distorções, mesmo quando observada em ângulo. O que chama a atenção é que a tela se sai melhor nesse aspecto, inclusive quando comparada a outros modelos que possuem no ângulo de visão uma de suas principais vantagens, como painéis IPS ou ADS.

LG OLED A1 - visão frontal 4

A imagem produzida na LG OLED A1 sofre pouquíssimas distorções quando vista em ângulo

Sem retenção temporária de imagem

Diferentemente dos modelos OLED de gerações anteriores, a LG OLED A1 não possui qualquer retenção temporária de imagem. Ou seja, ao fazer a transição entre um quadro e outro, a tela não permanece com “vestígios” perceptíveis do quadro anterior.

Risco de burn-in permanente

Conforme explicado no artigo guia de compra de Smart TVs, a principal desvantagem da LG OLED A1 (assim como em outras TVs OLED) é o risco de burn-in permanente de partes do painel, caso permaneça exposta a um mesmo tipo de imagem em parte da tela por muito tempo (como o logo de um canal de TV, ou certos indicadores na tela em games).

Vale ressaltar que a LG OLED A1 possui uma série de configurações que têm a finalidade justamente de evitar (ou retardar) esse “dano permanente” na tela: Pixel Cleaning, Screen Move e Adjust Logo Brightness. Todas essas funções tem como objetivo forçar mudanças (temporárias) nesses píxeis que ficariam expostos por longos períodos “sem alterações” de cor e luminosidade.

Embora não exista nenhuma comprovação que esse tipo de problema afete o modelo específico sendo analisado nesta resenha (e que cada novo modelo a tecnologia é aprimorada para evitar o burn-in permanente), esse risco conta como ponto negativo. É interessante também destacar que o site RTINGS realiza um teste permanente desta questão com TVs OLED, publicando atualizações regulares nesta página aqui.

Aspectos complementares de imagem

Uniformidade de cinza
muito boa
Uniformidade de preto
excelente
Ângulo de visão
muito bom
Refletividade da tela
muito pouca
Retenção temporária de imagem
inexistente

Movimentos em cenas

O painel da LG OLED A1 é capaz de transições extremamente rápidas entre quadros, com tempo de transição total de 7,3 ms. Embora este valor esteja “bastante acima” dos outros modelos OLED deste ano da marca (OLED C1 e OLED G1), sua transição de 80% entre de uma transição entre uma cor e outra é de 0,3 ms, denotando que o painel é, sim, com nível de rapidez comparável em muito acima de modelos QLED.

Esta rapidez do painel resulta em transições tão rápidas em cenas com movimento, que pode tornar perceptível o efeito de stutter, que é quando o espectador consegue “perceber” a transição entre um quadro e outro. Esse tipo de problema é mais facilmente perceptível quando o conteúdo sendo exibido possui uma taxa de quadros por segundo relativamente baixa (como filmes, em 24p).

Para evitar esse efeito indesejado (onde as transições de quadros ficam “perceptíveis”), a LG OLED A1 conta com a função de interpolação de quadros, com excelentes resultados, sem adição de artefatos adicionais indesejados na tela.

Painel de 60 Hz

Diferentemente dos outros modelos OLED lançados este ano (OLED C1 e OLED G1), a LG OLED A1 possui painel com taxa de atualização nativa de 60 Hz. Isso não chega a ser um ponto negativo relevante, a não ser que o interessado neste modelo tenha o intuito de utilizar a TV para exibição de conteúdo com alta taxa de frames (como games).

Input lag relativamente baixo

O input lag (em modo jogo) medido na OLED A1 é de aprox. 10 ms, que é um valor baixo. Ressalta-se, porém, mais uma vez, que esta é uma característica relevante somente para games.

Movimentos em cenas

Tempo de resposta 100%
7.3 ms
Frequência de atualização do painel (nativa)
60 Hz
Input lag 1080p @ 60Hz (modo jogo)
10.1 ms
Input lag 4k @ 60Hz (modo jogo)
10 ms

Conectividade e Suporte a Formatos

A LG OLED A1 oferece 2 entradas USB (ambas laterais) e 3 entradas HDMI (2 laterais e 1 traseira). Todas as entradas HDMI são do tipo 2.0.

Ela também oferece uma saída de áudio analógica (conector 3.5mm).

Conectividade

USB lateral
2
USB traseira
-
Possui USB 3.0
HDMI lateral
2
HDMI traseira
1
Possui ao menos 1 entrada HDMI v2.1
HDCP 2.2
Saída ótica de áudio
1
Ethernet (LAN)
1
Bluetooth
Audio Return Channel (ARC)
1
Saída de audio analógico 3.5mm
1
Wi-Fi 2.4/5 GHz

Suporte a formatos HDR

A LG OLED A1 fornece suporte a todos os formatos básicos para exibição de conteúdo em HDR (com exceção do HDR10+), mas também é capaz de reproduzir conteúdo em Dolby Vision. Porém, como já destacado nas seções iniciais da resenha, a luminosidade máxima da tela em modo HDR é muito baixa, o que a impede de gerar destaques individuais na tela de forma satisfatória.

Suporte a formatos HDR

HDR10
HDR10+
HLG
Dolby Vision

Características de TV Smart

Assim como em outras TVs LG, o modelo OLED A1 utiliza o sistema webOS como plataforma de acesso a aplicativos.

É uma interface bastante fácil de utilizar, possuindo as mesmas funções que outros fabricantes fornecem, no entanto arranjadas de outra forma. Não há como considerar isso bom ou ruim, é uma questão de costume do usuário na utilização da TV.

O webOS traz ainda um sistema de interpretação de comandos de voz (ThinQ AI) que possibilita uma vasta gama de operações. A integração com o Google Assistente e Alexa também são interessantes.

Controle remoto Smart Magic de excelente funcionalidade

O controle remoto presente na LG OLED A1 é o mesmo de praticamente todos os modelos da marca, chamado de Smart Magic. Ele possui excelente funcionalidade, possuindo inclusive o air mouse (ponteiro na tela), facilitando a navegação por aplicativos da TV.

LG OLED A1 - controle

Controle remoto da LG OLED A1 possui air mouse (ponteiro na tela)

A utilização do smartphone como controle da TV também é possível, através de aplicativo próprio da fabricante, oferecendo as funções mais básicas, além de outros adicionais interessantes como a utilização da tela do smartphone como ponteiro para air mouse na tela. Espelhamento da tela também é possível.

Características de TV Smart

Sistema operacional
WebOS
Controle remoto com air mouse (ponteiro na tela)
Controle remoto com comandos de voz
Aplicativo para smartphone como controle remoto
Espelhamento de tela do smartphone na TV
Reproduz arquivos (áudio e vídeo) a partir de entrada USB

Veredito

9Nota da redação
Peca somente em luminosidade da tela
A TV 4k LG OLED A1, por possuir tecnologia OLED, traz consigo uma série de bons destaques positivos, inerentes a todos os modelos deste tipo: contraste infinito (ótima qualidade de imagem), transições rápidas de imagem, excelente uniformidade do painel, excelente gama de cores, visão em ângulo muito boa, etc. De negativo, porém, é necessário citar o risco de “queima” permanente da tela, e o alto custo. Enfim, são basicamente os mesmos pontos positivos e negativos de outros modelos OLED, porém aqui é necessário citar também o fato de sua luminosidade máxima da tela ser relativamente limitada, o que compromete principalmente em exibição de conteúdo no modo HDR.
Qualidade de imagem (principal)
10
Luminosidade e cores
8.1
Qualidade de imagem (complementar)
9.7
Performance em modo HDR
7.6
Movimentos em cenas
8.6
Conectividade e suporte a formatos
8.5
Características de TV Smart
7.5
Custo-benefício
6.2
Prós
  • Contraste infinito
  • Visão em ângulo muito boa
  • Excelente uniformidade de preto
  • Uniformidade de cinza muito boa
  • Excelente gama de cores
  • Excelente desempenho em cenas em movimento (transições de quadros praticamente instantâneas)
Contras
  • Luminosidade máxima da tela é baixa, prejudicando principalmente modo HDR
  • Funcionalidade de limitação automática de brilho da tela pode incomodar alguns espectadores
  • Risco de burn-in da tela não pode ser descartado

Clique aqui para ver a tabela comparativa de todos os modelos analisados

Os dados utilizados nesta resenha para medição de contraste, luminosidade, gama de cores, tempo de resposta e input lag foram retirados da análise feita pelo site RTINGS – modelo norte americano LG série OLED A1 (disponível através deste link). Recomendamos a leitura completa desta resenha adicional, para maiores informações sobre resultados de testes complementares aos expostos aqui neste texto.

Opções de tamanho

A série OLED A1 da LG está disponível em 2 tamanhos: o LG OLED55A1PSA (55 polegadas) e o LG OLED65A1PSA (65 polegadas).


Dimensões e peso do modelo LG OLED55A1PSA (55 polegadas)

Espessura máxima: 4.69 cm

Altura (sem base): 76.7 cm

Altura (com base): 80.3 cm

Largura: 135.3 cm

Peso (com base): 18.4 kg


Dimensões e peso do modelo LG OLED65A1PSA (65 polegadas)

Espessura máxima: 4.69 cm

Altura (sem base): 83 cm

Altura (com base): 89.1 cm

Largura: 144.9 cm

Peso (com base): 24 kg

Características/Especificações

Características/Especificações

Modelo: LG OLED A1

Qualidade de imagem (principais aspectos)

Resolução máxima da tela
4k (3840 x 2160)
Tecnologia
OLED
Tipo de painel LCD
N/A
Estrutura de pixels
WRGB
Backlight (retroiluminação)
N/A
Local dimming
Contraste medido
Infinito : 1
Contraste com local dimming
N/A

Luminosidade e Cores

Pico de luminosidade no modo SDR - área de 2%
332 nits
Pico de luminosidade no modo SDR - área de 100%
116 nits
Pico de luminosidade no modo HDR - área de 2%
480 nits
Pico de luminosidade no modo HDR - área de 100%
107 nits
Profundidade de cores
10 bits
Wide Color Gamut
Cobertura espaço de cores DCI-P3 (aproximado)
97 %
Cobertura espaço de cores Rec.2020 (aproximado)
12 %

Aspectos complementares de imagem

Uniformidade de cinza
muito boa
Uniformidade de preto
excelente
Ângulo de visão
muito bom
Refletividade da tela
muito pouca
Retenção temporária de imagem
inexistente

Movimentos em cenas

Tempo de resposta 100%
7.3 ms
Frequência de atualização do painel (nativa)
60 Hz
Input lag 1080p @ 60Hz (modo jogo)
10.1 ms
Input lag 4k @ 60Hz (modo jogo)
10 ms

Conectividade

USB lateral
2
USB traseira
-
Possui USB 3.0
HDMI lateral
2
HDMI traseira
1
Possui ao menos 1 entrada HDMI v2.1
HDCP 2.2
Saída ótica de áudio
1
Ethernet (LAN)
1
Bluetooth
Audio Return Channel (ARC)
1
Saída de audio analógico 3.5mm
1
Wi-Fi 2.4/5 GHz

Suporte a formatos HDR

HDR10
HDR10+
HLG
Dolby Vision

Características de TV Smart

Sistema operacional
WebOS
Controle remoto com air mouse (ponteiro na tela)
Controle remoto com comandos de voz
Aplicativo para smartphone como controle remoto
Espelhamento de tela do smartphone na TV
Reproduz arquivos (áudio e vídeo) a partir de entrada USB

Comentários (0)

Não foi feito nenhum comentário ainda.

Seja o primeiro a comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Qual Escolher
Logo
Comparar produtos
  • Aspiradores de Po (0)
  • Geladeiras Duplex (0)
  • Vassouras Elétricas (0)
  • Máquinas Lava e Seca (0)
  • Geladeiras Side By Side (0)
  • Purificadores de Água (0)
  • Geladeiras Inverse (0)
  • Robôs Aspiradores de Pó (0)
  • Lava Louças de Piso (0)
  • Máquinas de Lavar (0)
  • Televisores (0)
  • Fogões a Gás (0)
  • Caixas de Som Bluetooth (0)
  • Soundbars (0)
  • Geladeiras French Door (0)
  • Esteiras Ergométricas (0)
  • Elipticos (0)
  • Micro-ondas (0)
Gerar comparativo
0